sexta-feira, 4 de setembro de 2015

DEMANDAS DO SINDASP-PE SÃO DISCUTIDAS EM MESA GERAL


Nesta sexta-feira (4), na Perpart, empresa estadual sob governança da Secretaria de Administração do Estado, a diretoria do Sindasp-PE participou de uma importante Mesa Geral com a presença do secretário Milton Coelho.

Representados pela vice-presidente do Sindasp-PE, Márcia Silva, e pelo diretor Vivaldo Queiroz, o encontro foi uma oportunidade para que o Sindicato questionasse alguns pontos importantes das suas demandas para a categoria dos Agentes Penitenciários. Na ocasião, foi cobrado do secretário Milton Coelho a revogação do Decreto da Síntese que foi publicada no Diário Oficial no última dia 26 de agosto e a publicação da minuta correta, como também cobrou a cópia da minuta do Anteprojeto da Aposentadoria e do anteprojeto para Lei de indenização para invalidez e morte, que foi negociado na última Mesa Específica do dia 21 de agosto.



No caso dos enquadramentos novos, a diretoria do Sindasp-PE enfatizou a importância que continue sendo automático esses enquadramentos e buscará que os atrasados sejam retroativos a agosto. O Secretário deixou claro que vai deferir os processos os quais os cursos estejam ligados as funções dos Agentes Penitenciário.

Quanto aos ante projetos confirmou que serão encaminhado e está em fase final do jurídico da SAD.

Por fim, a diretoria do Sindicato cobrou do Secretário o agendamento para a próxima reunião Específica da Mesa que deverá acontecer em breve.

JORNAL DO COMMERCIO: SINDICÂNCIA INVESTIGA SUMIÇO DE NOVE PISTOLAS DE PRESÍDIO.


Nove pistolas ponto 40 utilizadas por agentes penitenciários estão desaparecidas. As armas são do Presídio Agente de Segurança Penitenciária Marcelo Francisco de Araújo (Pamfa), no Complexo Prisional do Curado, Zona Oeste do Recife. A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) confirma a abertura de uma sindicância interna para apurar se há indícios de crime ou transgressão no fato. O preço de cada pistola no mercado negro é R$ 10 mil.

O presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores no Sistema Penitenciário de Pernambuco (Sindasp-PE), João Carvalho, afirma ter informações de que facções criminosas estão em busca desse tipo de arma, de uso restrito da polícia. “Sabemos que existem facções nos presídios, mas o destino das pistolas está sendo apurado. Elas podem estar acauteladas com agentes, não quer dizer que foram desviadas”, salienta.

Conforme a Seres, uma comissão interna vem realizando levantamento de toda carga bélica da secretaria e identificando sua localização. A sindicância corre em paralelo, podendo resultar em inquérito policial, se houver crime, ou procedimento administrativo disciplinar, em caso de transgressão.

Representantes das Polícias Civil e Militar declaram que a carência de armas no mercado tem levado bandidos a investirem contra a própria polícia. “Na madrugada da segunda-feira (30) tentaram arrombar a Delegacia de Sertânia, seguramente em busca de armas. Estão assaltando policial e até matando para pegar a pistola”, comenta o presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), Áureo Cisneiros. “Os policiais andam assustados com tantas investidas para roubar as pistolas”, confirma o presidente da Aspra, José Roberto Vieira.

No último sábado, a policial civil Tatiana Ribeiro de Melo, 35 anos, foi morta ao reagir a um assalto em Abreu e Lima. Os suspeitos roubaram sua arma, mas a polícia afirma que ela não foi abordada por sua profissão. Um dos suspeitos foi preso e outro, baleado por ela, morreu na segunda-feira, no Hospital Miguel Arraes.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Jurídico do Sindasp-PE em defesa de agente do PAMFA

A banca de advogados do Sindasp-PE esteve junto com a vice-presidente, Márcia Silva, e dos diretores Marcos Alves e Vivaldo Queiroz, no PAMFA, para conversar com agentes penitenciários sobre a falsa denúncia de que no local houve tortura com cães. A atuação da Campos&Delano, na pessoa dos advogados Jesualdo Campos e Sávio Delano, explicaram que o processo foi arquivado, pois a Corregedoria entendeu que o incidente com o cão não foi intencional.

Da Esquerda para Direita: os advogados Sávio Delano e Jesualdo Campos. A vice-presidente do Sindasp Márcia Silva e os Agentes Penitenciários do PAMFA. 

Vice Presidente do Sindasp, Márcia Silva, em defesa dos Agentes Penitenciários.





quarta-feira, 2 de setembro de 2015

DEPUTADO JOEL DA HARPA REALIZA IMPORTANTE ALTERAÇÃO EM PROJETO PARA CONTEMPLAR AGENTES PENITENCIÁRIOS


O Deputado Joel da Harpa realizou modificação no Projeto de Lei Ordinária nº 408/2015 para acrescentar a categoria dos Agentes Penitenciários na assistência psicológica, assistência social e curso de reciclagem para os ocupantes do quadro de segurança pública e da outras providências. 
O pedido foi feito pela diretoria do Sindasp-PE, na figura do presidente João Carvalho. O Deputado avaliou a solicitação e, verificando a importância da demanda e das boas intenções que o documento pontuava, realizou a alteração do Projeto.
LEIA O PROJETO DE LEI

Brasão da Alepe

Projeto de Lei Ordinária No 408/2015

Dispõe sobre a assistência psicológica, assistência social e curso de reciclagem para os ocupantes do quadro de segurança pública e da outras providências.

TEXTO COMPLETO

Art. 1º Determina que seja imposta de forma obrigatória a passagem semestral e
o acompanhamento por profissional da psicologia e assistente social, aos
integrantes do quadro da segurança pública do Estado, bem como participar de
curso de reciclagem.

§ 1º São assim considerados integrantes do quadro da segurança pública e que
devem passar pelo acompanhamento e curso:
I - Polícia Militar;
II - Polícia Civil e Polícia Técnica Cientifica;
III - Corpo de Bombeiros Militar;
IV - Agente Penitenciário;

§ 2º Ao fim de cada consulta ou acompanhamento caberá aos psicólogos e
assistentes sociais fazer o levantamento do quadro clínico, os procedimentos
adotados nos tratamentos já feitos e os em andamento, com o fim de manter-se
atualizada o grau psíquico dos agentes da segurança pública e assim tomar as
providencias necessárias, se for o caso.

I - Ao final do acompanhamento, será emitido um parecer que avalie se o agente
está apto para a vida policial ou indicando se este necessita de tratamento
especifico que acarrete afastamento, caso necessário;

§ 3º Fica a cargo do órgão específico do quadro junto com a Secretaria de
Defesa Social, manter nas dependências dos batalhões da Polícia Militar,
Bombeiros Militar e sedes da Polícia Civil, Cientifica e Agentes Penitenciário,
um ambiente propício, com a finalidade de consultas com os profissionais
colocados no caput do artigo, capaz de garantir o sigilo do acompanhamento.

Art. 2° Caberá ao Poder Executivo do Estado firmar convênio na prestação e
auxilio das consultas seja de forma privada ou dispondo de servidor público da
área que esteja no seu quadro.
.
Art. 3º O curso de reciclagem será realizado após os levantamentos feito sobre
os agentes, e será organizado de acordo com as necessidades apresentados pelos
mesmos com o fim de melhorar sua atuação profissional da área da qual atua.
Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

JUSTIFICATIVA

De acordo com a Constituição Federal em seu dispositivo, legal do Art. 24,
inciso XII, consta que compete aos Estados legislar sobre, dentre outras
matérias, a defesa da saúde. Assim integra-se nesse, em sentido amplo, a saúde
mental que deve ter uma especial atenção, pois em consequência é que se deriva
pensamentos e ações. Enquadrando essa colocação e preocupação ao acompanhamento
por profissionais da área de saúde, como de psicólogos e assistentes sociais
para aqueles que fazem parte da segurança pública, se coloca de estrema
importância. Infelizmente nos deparamos com situações lastimáveis em que
agentes da segurança pública constantemente atenta contra a própria vida. Tal
situação em que nos deixa perplexos e nos faz refletir sobre o que leva uma
pessoa ao suicídio, e por se tratar de Agentes da Segurança Pública a
circunstância se agrava, pois sabemos que esses profissionais estão expostos a
uma intensa pressão psicológica , sendo esta contraída pela diversas
ocorrências; pela exposição ao perigo constante ou simplesmente o stress
causado pela rotina policial que somado a problemas pessoais causam um
aumento de tensão, consideravelmente perigosa à saúde mental destes
profissionais. Diante disso, há necessidade de zelar pela saúde dos nossos
agentes de segurança pública, principalmente pela saúde intelectual. Estamos
tratando de profissionais que por muitas vezes arriscam a própria vida em nome
da ordem social, são profissionais dedicados aos cumprimentos de suas
obrigações, pais de família, que deixam parentes sem que possa traduzir
verdadeiro sentimento da perda e muito menos o motivo da real ação que faz com
que os agentes cometam suicídios.
Ora, assim como deve-se fornecer uma atenção diferenciada a esta categoria,
dispondo de meios como tratamentos, consultas e acompanhamentos psicológicos,
deve-se colocar a estes profissionais a cada levantamento feito, um curso de
reciclagem com fim de capacitar estes membros e averiguar se estão aptos, visto
que por muitas vezes, a depender do grau de depressão ou stress, não poderão
portar arma de fogo, por contrair possível risco à própria vida e também à
sociedade.
Ante o exposto, solicito a aprovação pelos Ilustres Pares do presente Projeto
de Lei, reconhecendo a importância de zelar pela integridade física e
psicológica dos nossos profissionais de Segurança Pública.
Sala das Reuniões, em 3 de agosto de 2015.
Joel da Harpa
Deputado

BALANÇO GERAL - 9 PISTOLAS DE AGENTES PENITENCIÁRIOS SOMEM DO COMPLEXO PRISIONAL DO CURADO

video

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

AGENTES PENITENCIÁRIOS PRECISAM ENTRAR EM CONTATO COM ESCRITÓRIO CAMPOS & DELANO


Agentes Penitenciários, entrar em conato com o escritório Campos & Delano.

Cláudio Joel Alípio dos Santos;
Cristiano Laurentino de Lima;
Fernando Antonio de Moura Pinto;
Jean Carlos da Silva;
João Batista dos Santos Júnior;
Josefa Patrícia da Silva França;
Josias Sebastião Silva;
Newton Oliveira Campitelli;
Renato Pinto de Medeiros;
Wellington Oliveira dos Santos (Jailda Paiva de Oliveira da Silva).

Os nomes abaixo relacionados são de possíveis dependentes dos Agentes filiados:

Eliane Maria de Souza Santos;
José Pereira Bezerra;
Olivia Maria Barros Leite;
Roselana Antunes Correa de Sousa Lima.

SONHO QUE TORNOU-SE REALIDADE: SERVIDORES DO CTTA PARTICIPARAM DA 1ª CORRIDA EM CARUARU

 O Sindasp-Pe promovendo a melhoria de qualidade de vida dos servidores apoia diariamente no Centro de Treinamento Tático do Agreste- CTTA, com o treinamento destes servidores através do professor de Educação física.

Esta parceria mantida pelo SINDASP-PE começa a colher os frutos, pois estes servidores participaram da competição de mini maratona, neste último final de semana na cidade de Caruaru-Pernambuco. A Participação da 1º corrida do Bonanza teve a participação dos alunos do Centro de Treinamento Tático do Agreste- CTTA.

E o CTTA era um sonho , hoje já começa a ser realidade. Esta semana os servidores fizeram história e esperamos que a cada dia após dia continue a escrevê-la. 
.

.



 
 
 

SINDASP FAZ CONVÊNIO COM INSTRUTOR QUE DARÁ AULA DE TREINAMENTO FUNCIONAL PARA OS FILIADOS NO CTTA NA PENITENCIÁRIA JUIZ PLÁCIDO DE SOUZA - CARUARU

O Sindasp procurando valorizar o servidor e  melhoria da qualidade de vida realizou parceria  para treinamento funcional e realização de testes físicos no Centro de Treinamento da Penitenciária Juiz Plácido de Souza -Caruaru.


A Parceria compreende no Convênio realizado como instrutor que estará a partir de agora ministrar aulas funcionais com exercícios físicos para os filiados daquela região.

As aulas inicialmente estão sendo duas vezes durante o dia, que estão sendo ministradas pro um professor de educação física.

Estas aulas são para melhorar os reflexos,  melhorar a parte aeróbica e muscular, principalmente melhorar a qualidade de vida.

O Sindicato também para expandir e melhorar a qualidade irá também posteriormente fazer investimento em alguns equipamentos funcionais.

O idealizador deste projeto e o Agente Penitenciário Osvaldo, e que o Sindicato está apoiando a inciativa.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

SINDASP-PE PROMOVE CURSO DE TÉCNICAS PRISIONAIS






Nos dias 16, 17 e 18 de setembro, acontece na cidade de Arcoverde o Curso de Técnicas Prisionais. O Curso será dado pelo Instrutor e Agente Penitenciário Wallas Lima, que já foi Sargento do Exército durante quatorze anos, adquirindo vastos conhecimentos em operações especiais e com experiência no Dallas SWAT Training, no Texas-EUA, e na Super SWAT Brasil, em Vitória-ES, por exemplo.
  
O Curso abordará as técnicas de imobilizações táticas, manuseio de calibre 12, condução de detentos e técnicas de algemamento.

As vagas serão limitadas e os interessados pelo Curso, que é gratuito, devem mandar email para sindasppecontato@gmail.com.

PEC 308 É PAUTA DE REUNIÃO DO SINDASP-PE E O DEPUTADO FEDERAL MENDONÇA FILHO


A diretoria do Sindasp-PE participou de um encontro com o Deputado Federal Mendonça Filho, na manhã desta sexta-feira (28), no seu escritório na Ilha do Leite no Recife.

A reunião serviu para conversar sobre os detalhes da “PEC 308/2014 Polícia Penal” e buscar apoio do Deputado para que a mesma entre em votação na Câmara dos Deputados.

Após argumentos da diretoria do Sindicato e da leitura do documento de solicitação, o Deputado prometeu que o documento será assinado.

O Deputado Mendonça Filho falou que procurasse o Vice-lider do partido, que assinará o requerimento. Este posicionamento demonstrou que dará apoio a causa, ou seja , assinará o Requerimento para a pauta.


O presidente do Sindasp-PE, João Carvalho, a vice, Márcia, e o diretor Joaquim, agradeceram a disponibilidade do Deputado e o apoio dado na luta do Sindicato na busca por melhorias para os  Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário de Pernambuco.



Nota de Pesar


quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Sindasp-PE esclarece que Síntese de Atribuições, publicada hoje (26/08), não é o texto acordado entre sindicato e governo

O Sindasp-PE juntamente com a Fenaspen ingressará com ação judicial pedindo o  embargo dos parágrafos do decreto 423.065/2015 publicado pelo Governo do Estado. A prescrição define a Síntese de Atribuições dos servidores ocupantes do cargo de Agente Penitenciário de Pernambuco.

O descontentamento dos Agentes Penitenciário é com o fato de que o texto publicado não é o mesmo que foi firmado e acordado com o Sindasp-PE. A diretoria do Sindicato já enviou um ofício a Secretaria de Administração do Estado (SAD) e a Assembleia Legislativa, comunicando as irregularidades contidas no Decreto publicado hoje.

Os serviços dos Agentes penitenciários são essenciais e está previsto no art. 2º da Lei Complementar n º150/2009. As atividades de guarda, vigilância e custódias de presos são atividades de segurança pública, definidas na lei federal nº 11.473/2007. Tais atividades de poder de polícia e da execução penal são indelegáveis, previsto na Lei federal nº 11.079/2004.

Além desta argumentação, a lei nº 11.997/2001, define que as atividades do agente penitenciário de Pernambuco tem atividade exclusiva. Sendo assim, o Sindicato irá derrubar o parágrafo 1º 2º, pois não foi acordado com o Sindicato e tem fundamentação sustentada na legalidade.


O sindicato esclarece que vai tomar todas as providências possíveis.








ATENÇÃO! SINDASP IRÁ EMBARGAR OS PARÁGRAFOS PRIMEIRO E SEGUNDO DO DECRETO DA SÌNTESE DE ATRIBUIÇÕES

A diretoria do Sindasp -Pe quando da publicação do decreto da síntese de atribuições, teve a surpresa na publicação §1º e § 2º , que abrem vaga para terceirização. Esses parágrafos não foram acordados com o sindicato e que é ilegal. A lei federal nº 11.079/2004 torna indelegável a terceirização em qualquer atividade de poder de polícia e da execução penal.

Hoje, o Sindasp-Pe já convocou o jurídico, onde ingressará com  a ação urgente para o embargo destes parágrafos, por serem ilegais.

A terceirização é um ato ilegal no Sistema Penitenciário. O Sindicato tem a minuta original (assinadas), e que foi acertada entre as partes e que não constam tais modificações (§ 1º e § 2º).

Agora, ficou evidente o interesse do Estado.

Caso, o Estado de Pernambuco queira fazer deve saber que iremos embargar, bem como estes parágrafos do decreto serão derrubados.

Porém, a Terceirização no Estado do Ceará no ano de 2006, teve suspensa pela a Justiça do Trabalho os contratos de terceirização de presídios no Ceará e que o governo do Estado substituísse, em 90 dias, os cerca de 400 funcionários privados que trabalhavam como agentes penitenciários. E em 2007 foram contratados 740 agentes de Segurança Penitenciária para os Presídios Públicos Privados. Pois não foi observado no Projeto a Lei Federal n° 11.079 - DE 30 DE DEZEMBRO DE 2004 - DOU DE 31/12/2004, que no artigo 4°, Inciso III, fala sobre a indelegabilidade das funções de regulação, jurisdicional, do exercício do poder de polícia.

Uma semana após a Justiça Federal decretar - liminarmente – (PROCESSO - 2005.81.00.015026-0) a suspensão da terceirização dos presídios cearenses, o Ministério Público Federal (MPF), junto com OAB, deu mais um passo na ação civil pública impetrada na Justiça. Agora, os procuradores da República, Alessander Sales e Nilce Cunha vão requerer a quebra dos sigilos bancário e fiscal e ainda, a indisponibilidade dos bens dos sócios (donos) da empresa Companhia Nacional de Administração Penal (Conap).

No Estado de Minas Gerais ocorreu a condenação por terceirização ilícita.

Embora o modelo de gestão público-privada de estabelecimentos prisionais não seja tão recente, em termos de experiência em outros países, e com erros graves, tal idéia no Brasil enfrenta forte oposição, principalmente dos operadores do direito. Para efeitos didáticos esses obstáculos podem ser divididos em obstáculos éticos, políticos e jurídicos.

No Brasil, a execução penal sempre se constituiu numa atividade jurisdicional. Disso decorre que a administração penitenciária participa da atividade jurisdicional do Estado, sendo pois indelegável. 

O princípio da jurisdição única atribui ao Estado o monopólio da imposição e execução das penas e outras sanções. Inconcebível seria que o Estado executasse a tutela jurisdicional representado por autoridade que não se reveste de poderes suficientes para tanto. O Estado não está legitimado para transferir a uma pessoa física ou jurídica, o poder de coação de que está investido e que é exclusivamente seu.

Os poderes administrativos, portanto, podem ser entendidos como mecanismos colocados à disposição dos agentes públicos para que, atuando em nome do Estado, alcancem a finalidade pública.
.
Com efeito, o Poder de Polícia possui essa nítida natureza instrumental, apresentando-se fundamentalmente como medida limitadora de direitos, cuja função primordial é assegurar um mínimo de ordem social, motivo pelo qual é dotado de atributos como a auto-executoriedade, a imperatividade e discricionariedade, sendo, todavia, vinculada a atividade quando a lei estabelecer o seu modo e forma de atuação.


É pacífico que, como regra, o Poder Público não pode delegar o chamado “Poder de Polícia” para particulares. Atividades-fim do Estado não podem ser privatizadas, sendo passíveis terceirizações apenas de atividades-meio.
Qualquer atividade executiva de gestão dentro de uma unidade penal, qualquer parcela de função administrativa prisional que afete a liberdade do preso, faz parte do poder de polícia, e eventual necessidade do uso da coercibilidade por entidades privadas fere nossa Constituição.
O exercício da função administrativa prisional abrange atos jurídicos, como por exemplo a emanação de provimentos sancionatórios, que de forma alguma poderão ser delegados a particulares. Entre os atos materiais, os que incidem sobre a pessoa do preso, como a vigilância, também não podem ser delegados, pois há monitoramento dos deveres dos presos, e não raro ocorre uso de coação. Enfim, o poder disciplinar na execução das penas privativas de liberdade e restritivas de direito compete exclusivamente ao Estado.

Apenas as atividades materiais acessórias e realização de obras podem ser delegadas. Note-se, a cooperação da comunidade prevista na Lei 7.210/84 (LEP – Lei de Execução Penal) não quer dizer que a iniciativa privada poderá administrar o presídio.

SINDASP-PE RECEBE VISITA DO CAMPEÃO MUNDIAL E AGENTE PENITENCIÁRIO GEORGE MENDONÇA


Agente Penitenciário e campeão mundial de jiu-jítsu, George Mendonça foi recebido na sede do Sindasp-PE  no final da manhã da última segunda-feira (24). 

O Presidente do Sindicato, João Carvalho, parabenizou o ASP pela conquista e se mostrou contente com a dedicação do profissional. George realiza suas atividades na PJPS (Penitenciária Juiz Plácido de Souza) em Caruaru.

Após a visita, a diretoria do Sindicato levou o campeão mundial, George Mendonça, até a Secretária Executiva de Ressocialização para ser recebido pelo Secretário, Cel-PM Vespaziano.












terça-feira, 25 de agosto de 2015

SINDASP-PE CONSEGUE APROVAÇÃO DA LEI DE APOSENTADORIA ESPECIAL E REALIZA ACORDOS IMPORTANTES


O Sindasp-PE fechou acordo com o Governo do Estado de Pernambuco para criação da Lei de Aposentadoria Especial, criação do Decreto da Síntese de Atribuições, Criação da Lei de Indenização  (Seguro de Vida) e a liberação das progressões de titulações que estavam na Secretaria de Administração do pessoal do estágio probatório.

As progressões que estão sendo liberadas não precisam de criação de lei, pois já estão na previsão orçamentária. Os outros processos que se encontram parados ou suspensos dependem da criação de uma nova lei.

O Sindicato conseguiu que o Estado assinasse um compromisso que permitirá uma reunião para tratar das questões de repercussão financeira, quando da saída do limite prudencial.

A negociação política assegura que caso ocorra reajuste para outra categoria dos operadores de Segurança Pública, os Agentes Penitenciários também serão agraciados.

É fato que o Estado passou do limite prudencial, conforme está visto no portal da transparência. Legalmente, o Estado fica proibido de concessão de reajustes ou de criar legislações que promovam o aumento da repercussão financeira permanente.

O Sindicato informa que no momento da negociação salarial, será convocada uma Assembléia Geral onde neste momento está inviabilizado. O Sindasp-PE irá sempre assegurar pela legalidade e não colocará a categoria no fundo do poço por posições políticas.

A nova gestão do Sindasp-PE sempre vai buscar avanços. Nesses quatro meses de gestão, o Sindicato já conseguiu para categoria os seguintes pontos:

-A efetivação da Central de Custódia, via decreto;

-Efetivação do decreto do Vale refeição;

-Portaria que permite utilização da arma de fogo no cumprimento do dever;

-Liberação de 311 (trezentos e onze) progressões de titulações no mês de abril e maio de 2015;

-Negociação para Regularização do orçamento do PJES que estava atrasando;

-Negociação para o pagamento das diárias atrasadas do ano de 2014;

-Após denúncias a abertura da licitação de 63 (sessenta e três) viaturas pela Secretaria de Administração, que deverá ser entregue em 60 (sessenta) dias;


NOVAS NEGOCIAÇÕES FECHADAS

- Criação do decreto da síntese de atribuições;

- Criação da Lei de Aposentadoria Especial para mulheres com 25 anos (15 de função e 10 anos fora) e homens com 30 anos (20 de função e 10 anos fora). A lei da Aposentadoria especial irá garantir a paridade e integralidade;

- Criação da Lei de Indenização (Seguro de Vida), nos moldes da lei nº 15.025/2013.

-A liberação das progressões de titulações que estão Secretaria de Administração do pessoal que terminou o  estágio probatório, e posteriormente aqueles que vão terminar (337, 341, 345).

DOCUMENTO DO ACORDO






Campeão de Jiu-Jitsu George Mendonça fala do seu título e do orgulho de ser Agente Penitenciário

Confira uma breve entrevista com o Agente Penitenciário George Mendonça, campeão Mundial de Jiu-Jítsu Profissional GI e NOGI da Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (CBLP). Ele recebeu apoio do Sindasp-PE.


SÓCIO DO SINDASP -PE PODERÁ FAZER O PLANO DE SAÚDE UNILIFE



A Nova Gestão irá anunciar na próxima quarta-feira o Plano Empresarial Unilife.  

Plano para os Associados  e dependentes (cônjuges e filhos);


DOCUMENTAÇÃO:   RG, CPF, contracheque , carteira sindical  e comprovante de residência  (associado);
RG, CPF, Certidão de Casamento ou União Estável (Cônjuge)
Certidão de Nascimento  (filhos)  ou RG e CPF se maiores;

O Plano de Saúde  tem credenciamento na Região Metropolitana do Recife e agora no interior.


LIGUE: 

CONTATO
                   
                   Arnaldo Cunha      -      Consultor em Seguros

                           87331937       -        96104204

TABELA



SINDASP-PE trabalhando cada vez mais por você.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Drogas e bebidas são encontrados durante revista em Caruaru


Na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, os agentes penitenciários flagraram a mulher de um dos presos tentando entrar com objetos proibidos dentro da unidade. a mulher foi pega tentando entrar na penitenciária de Caruaru com 160 gramas de maconha dentro de bolacha e café. Além de 08 (oito) bolsas de dudu de whisky e 500 ml de cachaça nos enxaguantes bucais.

A companheira do detento Tiago Clemente da Silva cujo nome é Wanessa Maria da Silva.





Notícia do G1 : Governo de PE anuncia cortes de cerca de R$ 1 bilhão nas despesas

Governador Paulo Câmara reuniu secretários nesta
Governador Paulo Câmara reuniu secretários nesta segunda (Foto: Roberto Pereira / SEI)segunda (Foto: Roberto Pereira / SEI)
O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda (24), que vai precisar cortar aproximadamente R$ 1 bilhão em despesas até o fim deste ano para manter o equilíbrio das contas públicas. Os secretários de governo vão se reunir ao longo das duas próximas semanas para avaliar como podem ser feitas as reduções dos gastos de cada pasta.

A decisão foi tomada após uma reunião do governador Paulo Câmara com todo o secretariado no Palácio do Campo das Princesas, região central do Recife. O secretário da Fazenda, Márcio Stefanni, apontou que a prioridade é o pagamento dos salários e a manutenção dos serviços básicos. "Há a possibilidade de diminuição, de readequação dos serviços prestados à população, mantendo sempre os mais essenciais, o que hoje é possível fazê-lo", explicou.

Stefanni ressaltou que a crise nacional atinge também Pernambuco, com diminuição de investimentos após o escândalo desencadeado pela Operação Lava Jato, que inclui empresas que atuavam e empregavam no estado. "Foi apresentada uma meta de mais de R$ 600 milhões em economia em cima do corte inicial do começo do ano, de R$ 320 milhões. Isso significa adequar as despesas às receitas. O estado só pode gastar aquilo que ele recebe", apontou.

Segundo o governo, a receita do estado foi menor do que a estimada no começo do ano e, além disso, os repasses do governo federal também caíram. Os primeiros cortes aconteceram com a devolução de carros, economizando em aluguel e combustível, e também na diminuição das viagens da equipe.

Os concursos previstos para este ano devem ficar suspensos por enquanto, uma vez que o estado está impedido de fazer novas contratações devido à Lei de Responsabilidade Fiscal. "Temos que aguardar as novas publicações das contas para poder ver se saímos dessa situação e poder contratar”, explicou Stefanni.

Apesar dos cortes, o governo garante que a meta de investir R$ 1 bilhão este ano está mantida, tendo como foco principal as obras já em andamento, em especial a do BRT. "Vamos fazer o que é possível dentro de R$ 1 bilhão neste ano. E só iniciar novas obras quando houver recursos", detalhou o secretário.

FONTE: